Compreendendo os diferentes tipos de cartões-chave e como escolher

Mergulhe em nosso extenso guia sobre cartões-chave. Desvendar os diferentes tipos de cartões-chave e seus recursos exclusivos, benefícios, possíveis desvantagens e soluções para problemas comuns.

Atualizado pela última vez em 2 de maio de 2024 por Vicente Zhu

No mundo moderno, as chaves tradicionais deram lugar a métodos de controle de acesso mais avançados – e os cartões-chave estão na vanguarda dessa mudança. Essas ferramentas úteis vêm em várias formas, incluindo RFID, Smart, NFC e cartões de tarja magnética, cada um com recursos e vantagens exclusivos.

Este guia visa entender de forma abrangente os cartões-chave, seus tipos, como funcionam, suas vantagens, soluções e perguntas frequentes.

Como funcionam os cartões-chave?

Como funcionam os cartões-chave

Os cartões-chave contêm dados codificados que um leitor de cartão lê. Dependendo do tipo de cartão, esses dados podem ser armazenados em uma tarja magnética, em um microchip ou em uma etiqueta RFID embutida.

Quando o cartão-chave é apresentado ao leitor de cartões, o leitor lê os dados e os compara com as informações armazenadas. Se os dados coincidirem, a porta será destravada. As especificidades de como isso funciona podem variar dependendo do tipo de cartão-chave.

Em todos esses casos, o leitor de cartões está conectado a um sistema de controle de acesso que determina se os dados lidos do cartão permitem o acesso.

Pode ser um sistema simples que permite apenas o acesso a cartões com dados específicos ou um sistema mais complexo que verifica uma base de dados para determinar o acesso com base na hora do dia, localização, etc. fornecendo uma trilha de auditoria.

Tipos de cartões-chave: benefícios, vantagens e aplicação

De um modo geral, os cartões-chave referidos hoje são basicamente chaves eletrônicas.

Cartões-chave eletrônicos são um tipo de cartão-chave que usa dados eletrônicos para fornecer acesso a uma área segura. Esses cartões possuem um microcircuito embutido (geralmente um microchip) que contém memória eletrônica e possivelmente um circuito integrado (IC) embutido. Eles interagem com um leitor por meio de métodos de contato ou sem contato para conceder acesso.

Aqui estão os principais tipos de chaves eletrônicas:

  • Cartões-chave RFID
  • Cartões-chave inteligentes
  • Cartões chave NFC
  • RFID Vs. Inteligente vs. Cartões chave NFC
  • Cartões de tarja magnética
  • Cartões ópticos
  • Cartões Wiegand
  • Cartões híbridos
  • Cartões de interface dupla

Cartões-chave RFID

RFID, ou cartões de identificação por radiofrequência, usam um transmissor e um receptor de rádio integrados. Quando o cartão se aproxima de um leitor no RFID fechadura de porta de hotel, o leitor envia um sinal de rádio para o cartão, que responde com seus dados armazenados. Essa tecnologia permite o uso sem contato, o que pode ser mais conveniente e reduzir o desgaste.

Cartões-chave RFID

Tecnologia de cartões-chave RFID

A tecnologia de cartão-chave de identificação por radiofrequência (RFID) usa ondas de rádio para identificar e rastrear objetos. O sistema possui uma etiqueta RFID, um leitor e uma antena. Os cartões RFID contêm um circuito integrado e uma antena, que transmitem dados ao leitor RFID.

O leitor então converte as ondas de rádio em uma forma de dados mais utilizável. As informações coletadas das tags são então transferidas por meio de uma interface de comunicação para um sistema de computador host, onde os dados podem ser armazenados em um banco de dados e analisados ​​posteriormente.

Aplicações

Os cartões-chave RFID têm uma ampla gama de aplicações, incluindo:

  • Controle de Acesso: São utilizados em prédios, escritórios e condomínios fechados para controle de acesso seguro. Somente pessoas com o cartão RFID correto podem acessar áreas específicas.
  • hotéis: Cartões RFID são usados ​​como chaves de quartos na indústria hoteleira.
  • Transporte público: os cartões RFID são usados ​​em sistemas de transporte público para cobrança automatizada de tarifas.
  • Identificação: Em alguns locais de trabalho, os cartões RFID servem como cartões de identificação.
  • Sistemas de Pagamento: São utilizados em sistemas de cobrança de pedágio sem contato e eletrônico.

Codificação

Para codificar cartões-chave RFID, você precisa de um gravador ou codificador RFID e dos dados que deseja codificar. O processo envolve a utilização do gravador RFID para enviar os dados através de ondas de rádio para o chip embutido no cartão. Os dados são então armazenados no chip e podem ser lidos por um leitor RFID.

Verificar os dados após a gravação é importante para garantir que eles foram codificados corretamente. O processo e o equipamento de codificação específicos podem variar dependendo da frequência e do protocolo do cartão RFID. Alguns cartões são somente leitura, enquanto outros podem ser reescritos com novos dados.

Benefícios dos cartões-chave RFID:

  • Sem contato: os cartões-chave RFID são sem contato e podem ser lidos à distância, tornando-os convenientes.
  • Durabilidade: São mais duráveis ​​que os cartões de tarja magnética, pois não requerem contato físico com o leitor.
  • Alta capacidade de dados: os cartões RFID podem armazenar uma grande quantidade de dados em comparação com outras tecnologias semelhantes.
  • Alta velocidade: os cartões RFID podem ser lidos rapidamente, tornando-os adequados para aplicações onde a velocidade é importante, como transporte público.

Limitações

  • Custo: os cartões e leitores RFID podem ser mais altos do que outras tecnologias, como códigos de barras ou tarjas magnéticas.
  • Preocupações com a privacidade: como os cartões RFID podem ser lidos à distância, existe o risco de leitura não autorizada, levando a preocupações com a privacidade.
  • Interferência: RFID pode sofrer interferência de outros dispositivos de radiofrequência, levando a leituras imprecisas.
  • Alcance limitado: Embora os cartões RFID não exijam contato, o alcance em que podem ser lidos ainda é limitado. Este é particularmente o caso dos cartões RFID passivos, que não possuem fonte de energia própria, mas recebem energia do sinal do leitor.
  • Compatibilidade: A tecnologia RFID carece de padrões universais, o que significa que diferentes sistemas podem não ser compatíveis.

cartões-chave de proximidade

Cartões de proximidade

Eles usam a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) para se comunicar com um leitor sem contato físico. Isso os torna mais duráveis ​​do que os cartões de tarja magnética, pois não há contato físico para desgastá-los. Eles também podem ser usados ​​dentro de uma carteira ou bolsa.

Cartões de proximidade normalmente funcionam em uma banda LF de 125 kHz. Estes são cartões ou crachás somente leitura e sem contato que podem armazenar informações limitadas.

Os cartões de proximidade típicos podem ser lidos até 15 polegadas (<50 cm). Suas vantagens, limitações e modo de funcionamento são os mesmos dos cartões RFID, exceto que não precisam ser inseridos em um leitor.

Cartões-chave inteligentes

Estes contêm um microchip e podem armazenar muito mais dados do que outros tipos de cartões. Eles também podem usar criptografia para fornecer segurança adicional. Eles vêm em dois tipos: contato e sem contato. Os cartões inteligentes de contato precisam ser inseridos em um leitor, enquanto os cartões inteligentes sem contato podem se comunicar com o leitor sem fio, semelhante aos cartões de proximidade.

Cartões-chave inteligentes

Tecnologia de Cartões Chave Inteligentes

Os cartões-chave inteligentes são um tipo de cartão RFID que possui um microprocessador embutido. Eles podem armazenar e processar uma grande quantidade de dados, realizar suas funções no cartão (como criptografia e autenticação mútua) e interagir de forma inteligente com um leitor de cartão inteligente.

Segurança

Os cartões-chave inteligentes são mais seguros do que os cartões de tarja magnética tradicionais. Eles podem empregar criptografia e protocolos de comunicação seguros para proteger os dados armazenados neles. Além disso, eles usam autenticação mútua, o que significa que o cartão e o leitor se autenticam antes da troca de dados. Isso os torna muito difíceis de clonar ou falsificar.

Aplicações

Os cartões-chave inteligentes são usados ​​em uma variedade de aplicações, incluindo:

  • Controle de Acesso: Semelhante aos cartões RFID, eles são usados ​​em prédios e escritórios para controle de acesso seguro.
  • Chaves do hotel: muitas hotéis usam cartões inteligentes como chaves do quarto.
  • Transporte público: Os cartões-chave inteligentes sem contato são usados ​​em sistemas de transporte público para cobrança automatizada de tarifas.
  • Sistemas de Pagamento: São utilizados em sistemas de pagamento sem contato.
  • Identificação: Em alguns locais de trabalho, os cartões-chave inteligentes servem como cartões de identificação.

Codificação

Gestão Inteligente codificação de cartão-chave requer equipamento especializado que possa se comunicar com o microprocessador integrado da placa. O processo envolve gravar dados no cartão e configurar os recursos de segurança necessários, como chaves de criptografia e protocolos de autenticação.

Benefícios dos cartões-chave inteligentes:

  • Alta segurança: Criptografia, autenticação mútua e protocolos de comunicação seguros tornam os cartões-chave inteligentes muito seguros.
  • Grande capacidade de dados: os cartões-chave inteligentes podem armazenar uma grande quantidade de dados.
  • Versatilidade: Podem ser usados ​​para múltiplas aplicações. Por exemplo, um único cartão-chave inteligente pode ser usado para controle de acesso, pagamento e identificação de prédios.

Desvantagens

  • Custo: os cartões-chave inteligentes e o equipamento de codificação necessário podem ser mais caros do que outros cartões-chave.
  • Compatibilidade: Semelhante ao RFID, há uma falta de padrões universais na tecnologia de cartão inteligente, o que significa que diferentes sistemas podem não ser compatíveis.
  • Requisitos do leitor: Os cartões com chave inteligente requerem um leitor que possa se comunicar com o microprocessador incorporado, o que pode limitar seu uso em ambientes sem tais leitores.
  • Preocupações com a privacidade: embora sejam mais seguros, os cartões-chave inteligentes ainda podem estar sujeitos a leitura e rastreamento não autorizados, levando a possíveis preocupações com a privacidade.

Cartões chave NFC

NFC, ou Near Field Communication, é um tipo de RFID que funciona em distâncias muito curtas – geralmente apenas alguns centímetros. O NFC é frequentemente usado para pagamentos móveis, mas também para cartões-chave.

Cartões chave NFC

Tecnologia de cartões-chave NFC

Near Field Communication (NFC) é uma tecnologia de conectividade sem fio de curto alcance que permite interações bidirecionais simples e seguras entre dispositivos eletrônicos. Os cartões-chave NFC usam a tecnologia NFC para trocar dados com um leitor quando aproximados (geralmente alguns centímetros). O NFC opera a 13.56 MHz e transfere dados a até 424 Kbits/segundo.

Aplicações

Os cartões-chave NFC têm uma ampla gama de aplicações, incluindo:

  • Controle de Acesso: São utilizados em prédios, escritórios e condomínios fechados para controle de acesso seguro.
  • Hotéis: os cartões NFC são usados ​​como chaves de quartos na indústria hoteleira.
  • Transporte público: os cartões NFC são usados ​​em sistemas de transporte público para cobrança automatizada de tarifas.
  • Pagamento móvel: eles podem ser usados ​​para aplicativos de pagamento móvel, como Google Pay e Apple Pay.
  • Compartilhamento de informações: Os cartões-chave NFC podem compartilhar informações, como detalhes de contato ou links da web, quando tocados em um dispositivo habilitado para NFC.

Codificação

Os cartões-chave NFC podem ser codificados usando um codificador NFC, que grava dados no cartão. Os dados são armazenados em um chip NFC embutido no cartão. Dependendo do uso pretendido, o processo de codificação envolve escrever um identificador exclusivo ou outras informações no cartão.

Benefícios dos cartões-chave NFC:

  • Conveniência: os cartões-chave NFC são fáceis de usar - eles devem ser tocados em um dispositivo habilitado para NFC.
  • Versatilidade: os cartões NFC podem ser usados ​​para diversas aplicações, desde controle de acesso até pagamento móvel.
  • Comunicação com smartphones: Ao contrário de outros tipos de RFID, o NFC também é usado em smartphones, o que significa que os cartões NFC podem interagir diretamente com a maioria dos smartphones modernos.

Limitações

  • Curto Alcance: NFC é muito curto, geralmente alguns centímetros. Isso pode ser uma limitação para alguns aplicativos.
  • Consumo de energia: embora os cartões-chave NFC passivos não consumam energia, os dispositivos NFC ativos, como smartphones ou terminais de pagamento, podem consumir energia significativa ao usar o NFC.
  • Compatibilidade: NFC pode não ser compatível com leitores de cartões mais antigos ou dispositivos que usam outros tipos de RFID.
  • Segurança: Embora a NFC inclua disposições para criptografia e comunicações seguras, os invasores podem explorar seu curto alcance para espionar comunicações ou realizar transações não autorizadas. No entanto, o risco é menor do que o de outras tecnologias sem fio devido à proximidade necessária.
  • Custo: Embora o custo dos cartões-chave NFC tenha diminuído, eles ainda podem ser mais caros do que outros cartões-chave, especialmente para grandes implantações.

Cartões-chave RFID vs. Cartões-chave inteligentes Vs. Cartões chave NFC

Todos os três tipos de cartões – RFID, inteligente e NFC – usam tecnologia de radiofrequência para comunicação de dados sem contato. No entanto, eles diferem em termos de recursos, recursos de segurança e aplicativos. Aqui está uma tabela de comparação:

CaracterísticaCartões-chave RFIDCartões inteligentesCartões chave NFC
Tecnologia BásicaOndas de rádio são usadas para transmitir dados. Eles podem ser ativos (com sua fonte de alimentação) ou passivos (alimentados pelo sinal do leitor).Um tipo de cartão RFID com microprocessador embutido, pode realizar suas funções no cartão e interagir de forma inteligente com um leitor.Um tipo de tecnologia RFID que permite interações bidirecionais entre dispositivos em um curto alcance (geralmente alguns centímetros).
SegurançaCartões RFID básicos oferecem recursos de segurança limitados. No entanto, a criptografia pode ser adicionada para aumentar a segurança.Forneça maior segurança por meio de criptografia, protocolos de comunicação seguros e autenticação mútua.A NFC inclui disposições para criptografia e comunicações seguras, mas os invasores podem explorar o curto alcance para espionagem ou transações não autorizadas.
Capacidade de dadosVaria dependendo do tipo de cartão RFID, mas geralmente menos do que os cartões inteligentes.Alta capacidade de dados devido ao microprocessador embutido.A capacidade de dados é normalmente menor do que os cartões inteligentes devido ao curto alcance e velocidade de comunicação do NFC.
AplicaçõesAmplamente utilizado para controle de acesso, cartões de identificação, cobrança de pedágio, etc.Eles são usados ​​para controle de acesso, sistemas de pagamento, cartões de identificação e muito mais.Eles são usados ​​para controle de acesso, pagamento móvel, compartilhamento de informações e muito mais.
CustoGeralmente mais barato do que os cartões inteligentes e NFC.É mais caro que os cartões RFID básicos devido ao microprocessador incorporado.Os custos estão diminuindo, mas ainda podem ser mais altos do que os cartões RFID básicos, especialmente para grandes implantações.
Compatibilidade com outros dispositivosLeitores RFID são necessários.Requer leitores especializados que possam se comunicar com o microprocessador.Ele pode interagir diretamente com a maioria dos smartphones modernos e leitores especializados.
VariaçãoEle pode ser lido de alguns centímetros a vários metros de distância, dependendo do tipo de cartão RFID.Semelhante aos cartões RFID, o alcance depende do tipo de cartão inteligente, mas geralmente é curto para garantir uma comunicação segura.Um alcance muito curto (geralmente alguns centímetros) garante que a comunicação só seja estabelecida quando os dispositivos são intencionalmente aproximados.
VelocidadeA velocidade de leitura de dados de um cartão RFID é geralmente rápida, tornando-os adequados para aplicações em que a velocidade é importante.A velocidade de comunicação é geralmente mais lenta do que o RFID básico devido ao processamento que ocorre no cartão.A velocidade de transferência de dados é de até 424 Kbits/segundo.
InterferênciaPode sofrer interferência de outros dispositivos de radiofrequência.Semelhante aos cartões RFID, os cartões inteligentes também podem sofrer interferência.Menos suscetível a interferências devido ao alcance de comunicação muito curto.
DurabilidadeEles são mais duráveis ​​do que os cartões de tarja magnética, pois não requerem contato físico com o leitor.Assim como os cartões RFID, os cartões inteligentes são mais duráveis ​​do que os cartões de tarja magnética.Como outros cartões RFID, os cartões NFC são duráveis ​​e não requerem contato físico com o leitor.
Preocupações com a privacidadeEle pode potencialmente ser lido à distância, levando a preocupações com a privacidade.Embora ofereçam mais recursos de segurança, leitura e rastreamento não autorizados ainda podem ser uma preocupação.O curto alcance do NFC fornece alguma proteção de privacidade, mas a leitura não autorizada ainda pode ocorrer se um invasor se aproximar o suficiente.

Lembre-se de que cada tecnologia tem pontos fortes e fracos; a melhor escolha depende dos requisitos da aplicação.

Por exemplo, o RFID básico pode ser a melhor escolha para um sistema de cobrança de pedágio de alta velocidade e baixo custo, enquanto os cartões inteligentes podem ser preferidos para um sistema de controle de acesso que requer alta segurança. Por outro lado, o NFC pode ser ideal para um sistema de pagamento sem contato que precise funcionar com os smartphones dos clientes.

Cartões magnéticos

Cartões de tarja magnética

Os cartões de tarja magnética têm o mesmo tamanho de um cartão de crédito e funcionam armazenando dados em uma tarja magnética, semelhante à de um cartão de crédito. Eles são relativamente baratos de produzir e podem ser reprogramados, se necessário. No entanto, eles podem se desgastar com o tempo e ser danificados por ímãs.

Tecnologia de cartão de tarja magnética

Os cartões de tarja magnética, também conhecidos como cartões magnéticos ou cartões de tarja magnética, têm uma faixa de material magnético embutida na tarja do cartão. Essa faixa armazena dados modificando o magnetismo de minúsculas partículas à base de ferro na faixa. A tarja magnética é lida por contato físico e passada por um cabeçote de leitura magnética.

Aplicações

Os cartões de tarja magnética têm sido amplamente utilizados em diversas aplicações, tais como:

  • Serviços financeiros: Cartões de crédito e débito usam tarjas magnéticas para armazenar informações de contas.
  • Identificação: carteiras de identidade, carteiras de habilitação e cartões de sócio costumam usar tarjas magnéticas.
  • Controle de Acesso: São utilizados para controle de acesso em prédios e escritórios.
  • Chaves do hotel: muitos hotéis usam cartões com tarja magnética como chaves de quarto.

Codificação

Seria melhor ter um codificador de tarja magnética para codificar um cartão de tarja magnética, que grava dados na tarja. O codificador usa um campo eletromagnético para alterar o magnetismo das partículas na faixa, gravando efetivamente os dados no cartão.

Benefícios do cartão-chave de tarja magnética:

  • Baixo custo: os cartões de tarja magnética geralmente são mais baratos de produzir do que os cartões RFID, inteligentes ou NFC.
  • Ampla Aceitação: São amplamente aceitos e utilizados em todo o mundo, principalmente em serviços financeiros.
  • Tecnologia Simples: A tecnologia é simples de entender, tornando-a simples de implementar.

Desvantagens

  • Desgaste: Com o tempo, a tarja magnética pode ficar desmagnetizada ou arranhada, fazendo com que o cartão falhe.
  • Baixa segurança: os cartões de tarja magnética são relativamente fáceis de clonar e seus dados podem ser facilmente lidos e copiados, levando a possíveis problemas de segurança.
  • Contato necessário: Ao contrário dos cartões RFID, inteligentes ou NFC, os cartões de tarja magnética devem ser passados ​​por um leitor, o que requer contato físico.
  • Capacidade limitada de dados: as tarjas magnéticas podem armazenar menos dados do que os cartões RFID, inteligentes ou NFC.

Cartões Chave Ópticos

Os cartões ópticos usam alterações na refletividade para armazenar dados. Eles podem armazenar muitos dados e são altamente resistentes a adulterações, mas exigem leitores especiais e são mais caros de produzir.

Cartões ópticos

Tecnologia de cartão óptico

Cartões ópticos são um meio de armazenamento de dados que usa tecnologia óptica para gravar e ler dados. A superfície do cartão é coberta por uma camada de material óptico que pode ser alterado por um laser para armazenar dados. Os dados são então lidos refletindo um laser de baixa intensidade no cartão e detectando as diferenças na reflexão.

Ao contrário dos cartões de tarja magnética ou cartões RFID, os cartões ópticos armazenam dados em um formato visível e de alta densidade semelhante a CDs e DVDs. Os dados podem ser armazenados em dois formatos: WORM (Write Once Read Many), que permite que os dados sejam gravados uma vez e lidos várias vezes, e apagável, que pode ser reescrito várias vezes.

Aplicações

Os cartões ópticos têm várias aplicações, incluindo:

  • Registros médicos: A alta capacidade de armazenamento dos cartões ópticos os torna adequados para armazenar registros médicos detalhados.
  • Serviços Financeiros: Os cartões ópticos podem ser usados ​​para cartões bancários e de crédito, onde a alta capacidade pode ser usada para registros de transações.
  • Identificação: carteiras de identidade e carteiras de habilitação podem usar tecnologia ótica para maior segurança e capacidade de dados.
  • Armazenamento de Documentos: A alta capacidade de armazenamento pode ser usada para armazenar grandes documentos ou imagens.

Codificação

A codificação de um cartão óptico requer um dispositivo especial que emita um laser com a intensidade correta para alterar o material óptico do cartão. Um dispositivo semelhante lê o cartão, usando um laser de baixa intensidade e sensores para detectar o reflexo.

Benefícios dos cartões-chave ópticos:

  • Alta capacidade de armazenamento: os cartões ópticos podem armazenar uma grande quantidade de dados, muito mais do que os cartões de tarja magnética ou RFID.
  • Durabilidade: Os cartões ópticos são mais duráveis ​​do que outros cartões porque são resistentes a campos magnéticos, poeira e água.
  • Segurança: Os dados em um cartão óptico são difíceis de alterar ou apagar sem o equipamento correto, proporcionando um certo grau de segurança.

Desvantagens

  • Custo: O custo de produção de cartões ópticos e equipamentos para lê-los e escrevê-los pode ser maior do que outros cartões.
  • Compatibilidade: Como os cartões ópticos requerem equipamentos especiais para leitura e gravação, eles podem não ser compatíveis com sistemas projetados para tarja magnética ou cartões RFID.
  • Velocidade: Devido ao formato de armazenamento de alta densidade, a leitura e gravação de dados em um cartão óptico pode ser mais lenta do que em outros cartões.

Cartões-Chave Wiegand

Esses cartões mais antigos usam fios embutidos para armazenar dados. Os cartões-chave Wiegand contêm uma série de fios embutidos no cartão, cada um representando um bit de dados. Quando o cartão é passado por um leitor, os fios passam por um campo magnético, gerando pulsos lidos como dados.

Cartões Wiegand

Eles são altamente duráveis ​​e resistentes a adulterações, mas são mais caros de produzir e não podem armazenar tantos dados quanto os cartões inteligentes. A tecnologia Wiegand está em grande parte obsoleta agora e foi substituída por tecnologias mais novas.

Efeito Wiegand

O efeito Wiegand é um efeito magnético não linear que leva o nome de seu descobridor, John R. Wiegand. Baseia-se na utilização de uma liga ferromagnética especialmente tratada (através de um processo denominado “Wiegand wire”) conhecida como Vicalloy.

Esta liga tem a propriedade incomum de exibir um salto acentuado em sua polaridade magnética quando exposta a um campo magnético de certa intensidade. Quando a polaridade muda, um pulso é gerado, que pode ser captado por uma bobina. Este pulso é a base da comunicação de dados Wiegand.

Aplicações

Os cartões-chave Wiegand têm sido usados ​​principalmente em sistemas de controle de acesso, incluindo:

  1. Acesso ao Edifício: Eles podem controlar a entrada em edifícios ou áreas seguras.
  2. Gate Access: Eles podem entrar em condomínios fechados, estacionamentos ou locais seguros.
  3. Segurança Industrial: Eles podem controlar certas áreas ou equipamentos em ambientes industriais.

Codificação

A codificação de um cartão-chave Wiegand envolve configurar os fios Wiegand no cartão para representar os dados desejados. Normalmente é um código binário, com cada fio representando um bit de dados. O processo de codificação geralmente é feito durante a fabricação e não pode ser alterado depois de definido.

Benefícios dos cartões-chave Wiegand:

  1. Durabilidade: As cartas Wiegand são fisicamente robustas e resistentes ao desgaste. O efeito Wiegand não é afetado por sujeira, óleo ou pequenos arranhões no cartão.
  2. Longo alcance de leitura: O efeito Wiegand pode ser lido a uma distância maior do que os cartões de tarja magnética e, muitas vezes, até os cartões RFID.
  3. Segurança: Os dados em um cartão Wiegand são difíceis de duplicar ou modificar, proporcionando um alto nível de segurança.

Desvantagens

  1. Custo: os cartões Wiegand podem ser mais caros do que outros cartões devido à complexidade da tecnologia e do processo de fabricação.
  2. Capacidade limitada de dados: Cada fio Wiegand no cartão representa um bit de dados, portanto a quantidade de dados que pode ser armazenada em um cartão é limitada pelo seu tamanho físico.
  3. Inflexibilidade: Os dados não podem ser alterados depois que um cartão Wiegand é codificado.
  4. Compatibilidade: Os cartões Wiegand requerem um tipo específico de leitor, o que significa que podem não ser compatíveis com sistemas projetados para outros cartões.

Cartões Chave Híbridos

Um cartão-chave híbrido é um único cartão que combina duas ou mais tecnologias diferentes. Esses cartões são projetados para maximizar a compatibilidade com uma variedade de sistemas e fornecer funcionalidade aprimorada. Por exemplo, um cartão-chave híbrido pode conter um chip RFID e um chip de cartão inteligente ou combinar a tecnologia NFC com uma tarja magnética.

Cartões híbridos

Aqui estão alguns pontos-chave sobre os cartões-chave híbridos:

  • Tecnologia: Os cartões híbridos podem incorporar várias tecnologias, como RFID, cartões inteligentes, NFC e tarjas magnéticas. Eles são projetados para que cada tecnologia opere independentemente das outras, o que significa que podem ser usados ​​com vários sistemas.
  • Aplicações: A principal vantagem dos cartões híbridos é que eles podem ser usados ​​para várias finalidades. Por exemplo, um funcionário pode usar o componente RFID de um cartão híbrido para controle de acesso de edifícios, o componente de cartão inteligente para login seguro nos computadores da empresa e o componente NFC para pagamentos sem contato no refeitório da empresa.
  • Segurança: Os cartões híbridos podem oferecer maior segurança porque podem aproveitar os recursos de segurança de cada tecnologia incorporada. Por exemplo, um cartão híbrido pode usar os fortes recursos de criptografia de um chip de cartão inteligente para determinados aplicativos, ao mesmo tempo em que oferece a conveniência NFC para aplicativos menos sensíveis.
  • Custo: Uma desvantagem potencial dos cartões híbridos é o custo. Como incorporam várias tecnologias, sua produção pode ser mais cara do que os cartões de tecnologia única. No entanto, esse custo pode ser compensado pela conveniência e flexibilidade de usar um único cartão para várias finalidades.
  • Compatibilidade: Os cartões híbridos oferecem a vantagem de ampla compatibilidade. Como podem funcionar com vários sistemas, são uma boa opção para ambientes com sistemas diferentes ou para a transição de uma tecnologia mais antiga (como tarja magnética) para uma mais nova (como um cartão inteligente ou NFC).

Em resumo, os cartões-chave híbridos oferecem uma solução versátil que pode atender a várias necessidades de aplicativos de controle de acesso, pagamento e identificação. No entanto, eles podem ser mais caros e complexos de gerenciar do que os cartões de tecnologia única.

Como escolher os cartões-chave certos para o seu sistema de entrada?

Como escolher os cartões-chave certos para o seu sistema de entrada

Escolher os cartões-chave certos para o seu sistema de entrada depende de vários fatores, incluindo suas necessidades e restrições. Aqui estão algumas considerações para ajudar a orientar sua decisão:

  1. Requisitos de segurança: O nível de segurança que você precisa pode influenciar muito o tipo de sistema de cartão-chave que você escolher. Cartões inteligentes ou de interface dupla com criptografia podem ser a melhor escolha para aplicativos de alta segurança. Se a segurança for menos preocupante, opções mais simples e econômicas, como cartões de tarja magnética ou cartões RFID, podem ser suficientes.
  2. Compatibilidade do sistema: A tecnologia de cartão chave que você escolher deve ser compatível com seu sistema existente (se você tiver um) ou com o sistema que planeja instalar. Alguns sistemas funcionam apenas com determinados tipos de cartões.
  3. Ambiente de uso: Considere o ambiente em que os cartões serão usados. Por exemplo, se os cartões forem usados ​​ao ar livre ou em ambientes agressivos, você pode precisar de cartões particularmente duráveis, como os cartões Wiegand.
  4. Orçamento: O custo é sempre uma consideração. Tecnologias de cartão mais avançadas são mais caras tanto para os cartões quanto para os leitores. Você precisará equilibrar a necessidade de certos recursos em relação ao seu custo.
  5. Conveniência do usuário: Considere a conveniência da tecnologia do cartão para os usuários. As tecnologias sem contato, como RFID e NFC, são as mais fáceis de usar porque não exigem deslizar ou inserir com precisão. No entanto, um cartão de interface dupla ou híbrido pode ser mais conveniente se os usuários usarem os cartões para outros aplicativos (como pagamento ou identificação).
  6. À prova de futuro: Considere se é provável que a tecnologia continue sendo suportada e amplamente utilizada no futuro. Investir em tecnologia mais moderna (como cartões inteligentes ou NFC) pode ser uma boa ideia se você deseja que seu sistema permaneça útil por muitos anos.
  7. Capacidade do cartão: Se você precisar armazenar muitos dados nos cartões (por exemplo, para autenticação multifator ou para armazenar dados do usuário), precisará de uma tecnologia de cartão com alta capacidade, como smart cards ou cartões ópticos.

Considerando esses fatores, você pode escolher a melhor tecnologia de cartão-chave para o seu sistema de entrada. Também pode ser útil consultar um profissional experiente sobre sistemas de controle de acesso para obter conselhos com base na sua situação.

Cartão-chave ou chave-cartão?

“Cartão chave” e “chave cartão” referem-se ao mesmo objeto: um dispositivo em forma de cartão que abre um sistema de fechadura eletrônica para hotéis. No entanto, o termo “cartão-chave” é muito mais comumente usado, especialmente no contexto de quartos de hotel ou áreas de acesso seguro em um edifício.

Embora a “chave do cartão” não esteja errada, é menos padrão e pode ser menos facilmente compreendida. A menos que você esteja lidando com um contexto específico em que “cartão-chave” seja o termo estabelecido, geralmente é mais seguro usar “cartão-chave”.

Conclusão

Conforme exploramos, os cartões-chave representam um avanço significativo na tecnologia de controle de acesso. Vários tipos, como cartões RFID, Smart, NFC e Tarja Magnética, oferecem opções para necessidades específicas.

Embora tenham inúmeras vantagens, como maior segurança e facilidade de uso, também é importante considerar possíveis desvantagens, como custo, problemas tecnológicos e durabilidade. Compreender esses aspectos ajuda a tomar uma decisão informada sobre o sistema de cartão-chave certo para suas necessidades.

Lembre-se sempre de que o principal objetivo de qualquer sistema de controle de acesso é garantir a segurança e, ao mesmo tempo, oferecer facilidade de acesso a indivíduos autorizados. Os cartões-chave desempenham um papel significativo na obtenção desse equilíbrio.

Compartilhe este artigo:

Sobre o autor

  • Vicente Zhu

    Vincent Zhu tem 10 anos de experiência em sistemas de fechaduras inteligentes e é especializado em oferecer sistemas de fechaduras para portas de hotéis e soluções de sistemas de fechaduras para portas domésticas desde o projeto, configuração, instalação e solução de problemas. Se você deseja instalar uma fechadura RFID sem chave para o seu hotel, uma fechadura com teclado sem chave para a porta de sua casa ou tiver outras dúvidas e solicitações de solução de problemas sobre fechaduras inteligentes, não hesite em entrar em contato comigo a qualquer momento.

Outros artigos recomendados